quarta-feira, 27 de junho de 2018

O yoga e a luz da lua


Há uma tradicional metáfora indiana que se utiliza das imagens do sol e da lua. Nessa metáfora, bastante usada nos meios de yoga e vedanta, o sol representa o espírito e a lua representa a mente.

A lua não tem luz própria, sua luz é apenas o que ela consegue refletir do sol. Por essa razão, durante o dia, a lua não é lembrada por nós. Por qual razão nos voltaríamos a ela uma vez que a luz direta do sol está à nossa disposição? Mas, quando o sol se esconde e a noite chega, a lua conquista admiradores. A lua, antes negligenciada, passa a ser lembrada e reverenciada. É à noite que reconhecemos sua beleza e sua importância, é à noite que nos tornamos gratos a ela.

Assim é, também, a mente. Quando o espírito brilha, solitário, não há razão para a existência da mente. O espírito é visto como pura presença, pura essência de vida e consciência. A luz do sol é como a luz do espírito, a luz do “purusha”, a luz do “atma”, a luz da consciência que ilumina a mente. É ela, sem dúvida, a fonte. É ela, sem dúvida, o destino. Mas, para a vida humana, para a vida que oferece o desafio e a doçura das relações, a mente é o grande instrumento. Enquanto buscadores, enquanto seres humanos que reconhecem sua própria ignorância, sua própria escuridão, humildemente nos lembramos, a cada tropeço, de reverenciar a luz da lua. A mente, negligenciada por aqueles que se fixam apenas no destino e esquecem os passos, é, na realidade, o supremo instrumento. Precisamos que ela nos proteja, oferecendo vestígios do brilho do espírito enquanto não o vemos diretamente devido a nossos obscurecimentos. A mente não tem luz própria, mas só ela pode nos revelar a luz do espírito. Reverenciamos a mente como quem, tateando, se alegra ao encontrar a lamparina na noite escura. É ela que nos oferece a segurança que precisamos para continuar caminhando.

Enquanto o dia não nasce, cuidemos da mente, apliquemos o conhecimento do yoga. A mente não é uma ilusão, e sim uma bondosa parceira. Se não cuidarmos do corpo, não encontraremos a qualidade de mente que precisamos. Se não cuidarmos da mente, não encontraremos o espírito. A única ilusão está em crer que a mente tem luz própria. E, por essa razão, um danoso e sutil engano seria cuidar do corpo sem mirar a mente e cuidar da mente sem mirar o espírito. Yoga é essa integridade, essa conexão.

Se desprezarmos a lua, quem trará luz para nossas noites escuras?

Se desprezamos a mente, quem trará discriminação para nossa herdada ignorância?

Dediquemos nosso cuidado e atenção ao caminho, o destino está adiante, protegido, seguro. Que a mente se vá, satisfeita com seu percurso, com nosso último sopro. Que ele seja como o alegre e grato sopro que apaga a lamparina quando o nascer do sol se aproxima.

quarta-feira, 28 de março de 2018

Em Curitiba (inicia em Maio/2018) - Introdução à Bhagavad Gita na tradição de Krishnamacharya



Professor Jorge Luís Knak



É aluno do Prof. Paul Harvey e segue a linhagem de Krishnamacharya. Dedica-se ao ensino de Yoga desde 1994. Junto com a Profa. Maria Nazaré Cavalcanti oferece formação de professores (em Porto Alegre e Curitiba) e dirige o Anjali Yoga, onde se dedica exclusivamente a atendimentos individualizados. É certificado diretamente pelo Prof. TKV Desikachar para conduzir formação nesta tradição. Jorge é casado e tem três filhos. 

Anos iniciais: de 1995 a 2001 sua experiência incluiu vários anos de estudo direto com professores como Lama Samtem (Budismo Tibetano), Glória Arieira (Vedanta) e retiros com outros professores que marcaram seu caminho (entre eles, Chagdud Tulku Rinpoche). Realizou diversos cursos de Yoga no Brasil, mas apenas no ano 2000 encontrou a tradição de Yoga com a qual se identificou e à qual passou a se dedicar.

Aprofundamento: Em 2001 iniciou seus estudos no Krishnamacharya Yoga Mandiram (Chennai – Índia). Seu aprofundamento nessa tradição de yoga se deu, nesse período, através de 8 viagens à Índia para estudos intensivos com os professores TKV Desikachar, Kausthub Desikachar, S. Sridharan, Dr. N. Chandrasekharam e outros professores desta linhagem. Tais viagens corresponderam a 8 cursos intensivos com duração de um mês, além de orientação individual.
Entre os assuntos profundamente estudados nesse período estão asana, pranayama, meditação, aplicação individualizada clássica e terapêutica, psicologia do Yoga e estudo de escrituras diversas. Em 2011 realizou, na Áustria, cursos sobre o texto “Hatha Yoga Pradipika” e sobre “Yogaterapia” com os professores Frans Moors, S. Sridharan e Kausthub Desikachar.

Estudos atuais: Em 2013 deu continuidade a seus estudos e sua prática pessoal, através de encontros individuais regulares por Skype, com o Prof. Paul Harvey (Inglaterra), aluno direto de TKV Desikachar por mais de 20 anos. De 2013 a 2015 dedicou-se ao estudo detalhado do Samkhya Darshanam (sistema irmão do Yoga, considerado essencial para a compreensão do ser humano, da estrutura mental e do caminho de meditação).

Em 2015 viajou à Inglaterra para estudos presenciais com seu professor e para um intensivo de 13 dias sobre o Bhagavad Gita (longa escritura que detalha o desenvolvimento gradual do caminho de Yoga) com o Prof. Srivatsa Ramaswami (aluno de Sri Krishnamacharya / 1888-1989).
Atualmente está estudando regularmente o Gitartha Samgraha de Yamunacharya com o Prof. Paul Harvey.

Experiências profissionais:

Atua como professor de Yoga desde 1995, com ênfase em atendimento individualizado focado na orientação terapêutica integral. Em 2006, juntamente com Maria Nazaré Cavalcanti, recebeu certificação oficial do Prof. TKV Desikachar (1938-2016) para ser responsável pela formação de professores na Tradição de Yoga de Krishnamacharya no Brasil.
É idealizador e fundador do CITEY - Colégio Integrado de Terapia e Educação em Yoga.

Professor nos seguintes eventos internacionais:

- “Celebrating Yoga” (Sydney/Austrália);
- “Krishnamacharya Yoga Festival” (San Francisco/Estados Unidos) com a coordenação e participação de seu professor TKV Desikachar ;
- “Curso Preparatório para a Especialização em Yogaterapia” (Piesendorf /Áustria), intensivo de 10 dias que conduziu em parceria com o Prof. S. Sridharan (Diretor do Krishnamacharya Yoga Mandiram).

Professor convidado em outros Cursos e Simpósios:

- “Emoções na perspectiva do Yoga” – (Educação e Espiritualidade: Ações na Cultura para a Paz - Curso de Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – NIETE)
- “Introdução ao Yogasutra” (Formação de Yoga da Unipaz – Camboriú/SC)
- Palestra: “Visões sobre a realidade e a mudança: a Psicologia do Yoga” (XIII Simpósio Internacional da Associação Junguiana do Brasil – Canela/RS)
- Palestra: “Yoga e Saúde Mental” (Encontro Corpo e Mente - Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre)
- Palestra: "Yoga" (Ciclo de palestras sobre Tratamentos Orientais - Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
- Palestra: "Yoga, meditação e saúde mental" (1º Seminário de Práticas Integrativas e Complementares do Serviço de Saúde Comunitário - Grupo Hospitalar Conceição - Ministério da Saúde)

Cursos conduzidos no Brasil:

- Curso de Formação de Professores de Yoga na Tradição de Krishnamacharya (Curso com duração de 2 anos e meio realizado em Porto Alegre e Curitiba)
- Compreendendo as Emoções e Aprendendo a Meditar (Porto Alegre e Curitiba)
- A Face de Deus no Yoga (Porto Alegre)
- Revelando o Yogasutra (Curitiba)
- Contemplando o Sankhya Darshanam (Curitiba e Porto Alegre)
- Yogarahasya: O segredo do Yoga na tradição de Krishnamacharya (São Paulo)
- Kriya Yoga e Ashtanga Yoga na Tradição de Krishnamacharya (Curitiba)
- O Yoga externo e interno (São Paulo)
- Introdução à Bhagavad Gita (Celebrando os 1.000 anos de Shri Ramanunacharya)